Sobre Roberta Ávila

Roberta Ávila Jornalista. Viciada em seriados e cinema, acredita que a vida está nos detalhes e que Cazuza escreveu Exagerado para ela. Não decidiu ainda se o amor a gente inventa, mas com certeza é uma metamorfose ambulante.



Arquivos do Autor: Roberta Ávila

PARA VIVER UMA BOA VIDA

setembro 29th, 2014 | por Roberta Ávila

Muitas vezes deixamos a mais importante das questões de lado por tanto tempo que quando a gente percebe está vivendo segundo as regras de outras pessoas

BOTÂNICA SENTIMENTAL

março 18th, 2014 | por Roberta Ávila

Em alguns jardins, afeto é pior do que erva daninha: depois que toma conta de tudo, não adianta arrancar. Tem que puxar pela raiz, várias e várias vezes

DEUS NÃO MORREU, ELE É DINHEIRO

outubro 25th, 2013 | por Roberta Ávila

"Tudo que você pode fazer aqui é comprar". Que bela frase para se dizer a quem vive para receber e gastar salários

TODA VEZ

setembro 10th, 2013 | por Roberta Ávila

De tantas coisas que ela sabe, ou mesmo que adivinha, ela ainda não entendeu que as pessoas entram e saem da nossa vida com músicas

TEMPESTADE

agosto 9th, 2013 | por Roberta Ávila

Ela virou, os olhos se cruzaram e foi isso. Ela queria aquele homem para si. Desde o primeiro momento foi assim e nunca mudou

A 1ª MANIFESTAÇÃO DA GERAÇÃO Y

junho 17th, 2013 | por Roberta Ávila

Nunca antes meus amigos estiveram sujeitos a balas de borracha, nunca antes gritaram "sem violência" e receberam em troca gás lacrimogênio

O QUE É SER UMA PESSOA BOA?

abril 8th, 2013 | por Roberta Ávila

Hoje, a indignação das pessoas fica restrita a curtidas no Facebook e hashtags no Twitter. Será que ser bom não significa também ser generoso?

FALTAM PADARIAS

novembro 5th, 2012 | por Roberta Ávila

Não existem padarias no mundo como as de São Paulo. Padarias-pizzarias. Sem cuca, e com o melhor pão francês, que é francês, e não de trigo


DESENHANDO COM DUDI MAIA ROSA

setembro 27th, 2012 | por Roberta Ávila

Tem que gostar de desenhar e desenhar por prazer, não por prestação de contas. A gente vive prestando contas na vida, mas não precisa prestar contas na arte


Subir ↑