Descomplicadas cafajeste

Publicado em abril 11th, 2013 | por Vanessa Pinho

27

A MULHER É A NOVA CAFAJESTE

Mas eu acho que a coisa toda piorou quando a mulher decidiu agir como homem.

Hoje na fila do mercado, um casal conversava e fiz esforço pra ouvir, não por fofoca ou falta de educação, mas sou viciada em histórias alheias. Gosto de tirar lições das relações que vejo e das coisas que escuto. Era uma conversa boba, sem pé nem cabeça, feito lorota de adolescentes que estão se conhecendo e querem provar um para o outro o quanto são bacanas. Mas eram adultos.

A moça vistosa [mulher não muito bonita, mas que não serve pra feia e tem a bunda grande] contou para o atual namorado em poucos segundos sobre um sujeito que tinha beijado um tempo atrás e sobre outro que estava de férias na cidade e que por sinal é muito interessado nela. Ela não sabia se iria sair pra tomar um chopp  com o cara. Ainda estava pensando.

O moço, de óculos de grau, camisa limpa, perfume bom e cheio de sonhos, sorria sem saber o que dizer diante de uma mulher tão linda, desejada e popular.

– Você está muito chato, eu queria sair hoje, nem que seja pra tomar uma geladinha.

– Mas eu trabalho amanhã cedo.

– Bom, não sei se vou ficar em casa. Mas não se preocupa que não vou pra balada. Só vou sábado que é aniver de um amigo meu. Se quiser ir, avisa com antecedência que coloco seu nome na lista.

– Uhum.

Naquele minuto eu entendi porque os relacionamentos não engatam, não passam do segundo mês.

As mulheres estão exagerando na maquiagem, no decote e na bebida. Olhares vazios, copos cheios. Uniformizadas feito artistas do mesmo circo

A mulher, na angústia de ser mais uma vez enganada por um cafajeste, se antecipa e acaba com o relacionamento antes mesmo de começar. E não começa mesmo, porque as mulheres estão armadas até os dentes. Os homens estão com medo. As moças estão muito, mas loucamente muito mais cafajestes que os homens.

Como fotógrafa, convivo e assisto pessoas o tempo todo. Sempre atenta aos detalhes, vejo coisas assustadoras.

As mulheres estão exagerando na maquiagem, no decote e na bebida. Saia curta, cabelo chapado, unhas pintadas, todas elas com a mesma cor. Olhares vazios, copos cheios. Uniformizadas feito artistas do mesmo circo.

Acho que nem precisa dizer que isso não se aplica a todas. Ainda tem muita moça inteligente, que consegue se impor, principalmente no relacionamento, sem que seja preciso coçar o saco, falar alto e dizer que vai beber uma cervejinha com as amigas sexta à noite.

Homens e mulheres são cientificamente, harmonicamente diferentes. Mulher chora, imagina, sofre por bobagens. Nasceu pra usar laço no cabelo, cruzar as pernas.

E se nada disso der certo, não é burrice, é vida.

Decepção faz parte do crescimento. Ninguém cresce com alegrias.

As mulheres estão coçando o saco muito mais que os homens.

Não existe príncipe encantado, porque não existe mais princesa.

A história acaba sempre na segunda página.

Tags: , ,


Sobre o Autor

Fotógrafa na empresa www.fabriciapinho.com.br e cronista no Blog “Por Aqui” do Diário Catarinense. A pessoa que sai de casa pra fotografar não tem nada a ver com a que escreve no blog. Na verdade elas nem se conhecem.



27 Responses to A MULHER É A NOVA CAFAJESTE

  1. ACCOUNTANTB says:

    MUITO BOM O TEXTO.

    UMA DUCHA DE ÁGUA FRIA NAS FEMINISTAS E BABACAS ACHANDO QUE ESSE TIPO DE MULHER É A SOLUÇÃO PRO MUNDO DOS RELACIONAMENTOS ATUAIS

    ACHO O SEGUINTE – SE ESSAS TÊM ESTA POSTURA MAIS “AGRESSIVA” CABE AO CARA SABER LIDAR COM ELA…..

    OU ELE APROVEITA E ELA NÀO RECLAMA DEPOIS OU ELE CAI FORA.

    SÓ NÀO VALE É ESSE TIPO DE MULHER DEPOIS FICAR RECLAMANDO QUE FALTAM HOMENS BONS NO MERCADO TENDO ESSA ATITUDE DE CAÇADORA VORAZ……

    QUEM ASSUME POSTURA DE CAÇADORA, DEVE ENGOLIR PRESAS DE QUALQUER TIPO SEM RECLAMAR.

    É ISSO QUE EU PENSO

  2. Letícia Vieira says:

    Para que um recado seja dado é necessário, por vezes, ser um pouco extremista. Curvar a vara para o lado oposto da questão pra chamar atenção pra algum fato não é, em nenhuma medida, ser machista.

    Meu apoio, Vanessa!

  3. Marcos says:

    Muito bom o texto Vanessa. E pras feminazis que ainda não perceberam que elas são só 10% ou menos das mulheres atuais, ESTÁ VIRANDO PADRÃO MULHER SER LIXO SIM, SE LIGUEM!!!!

    Não perceberam que o que ela quer dizer que se antigamente o padrão era a mulher ser submissa, hoje o padrão está na mulher ter uma imagem de cafajeste que só usa e ilude os homens por causa de meia dúzia de decepções? que quase todas estão vestindo A MESMA MERDA E O MESMO TIPO DE MAQUIAGEM E TENDO AS MESMAS ATITUDES INFANTIS QUE DESTROEM QUALQUER CHANCE DE INTERAÇÃO DECENTE COM O OUTRO SEXO?

    Parem pra analisar o mundo por um segundo ao invés de só chamaram ela de machista!!!!
    Do que adianta 90% das mulheres cometerem os mesmos erros que os homens cometeram no passado? me diz o que adianta? o que adianta pregar a bandeira do feminismo quando na verdade 90% de vcs só estão se tornando lixos FEMISTAS (isso mesmo femistas) e ainda usarem a desculpa de que isso está certo? vão ler, vao estudar, vão se informar já que não querem ao menos aprender a interpretar um texto.

    Por fim, sim, o homens de verdade estão com medo, pois sabemos que pra um relacionamento poder existir existe um minimo de pré requisitos que nós devemos seguir e que vocês mulheres também tem que seguir igualmente, senão não existe casal. Se quer ficar brincando de ficar com 2 ou 3 caras enquanto segura na coleira um homem decente como namorado, VOCÊS É QUE SÃO AS MACHISTAS! O texto está bem claro nesse sentido, parem de usar a carta ridícula do machismo.

  4. jojoca says:

    verdadeiramente elas estão perdendo cada dia mais o referencial de mulher e se tornando objetos da vaidade!

  5. Ana says:

    Nossa, que texto pobre, machista e sexista. Que vergonha disso sair na Naipe!

  6. Mari says:

    Quanta abobrinha/machismo/esteriótipo em um texto só!

    “Moça, você é machista!”

    Vou lá tomar uma cervejinha com o meu namorado e com os amigos que eu ganho mais, pq ler esse texto foi uma perda de tempo!

  7. Liara says:

    Vanessa, você tem razão que as mulheres tem mostrado uma aparência de “cafajeste” como meio de se defenderem, ou se prevenirem das decepções. Entretanto, eu acredito que certos papéis são pré-definidos pela sociedade, e não é porque é assim, que DEVE ser assim. Se científicamente a mulher tem atitudes, pensamentos e sentimentos diferentes do homem, não quer dizer que todas devam ser assim. Pode sim, haver muitas mulher “cafajestes” porque elas se sentem melhor assim. Além do mais, mulher NÃO fica a chorar, a imaginar, e sofrer por bobagens. Não! Ela não nasceu pra usar laço no cabelo, cruzar as pernas! Isso chama-se sexismo criado pela mídia, pela nossa sociedade. Até pouquíssimo tempo, e ainda hoje em muitos locais, o homem e a mulher passam são educados de acordo com certos tipos de modelos, e quem sai fora do eixo é discriminado. Acredito que hajam mulheres mais liberais, que curtem MESMO sair, tomar uma cervejinha, não se prender à homem nenhum e não estão nem aí se o cara vai ligar no dia seguinte. Estas mulheres se sentem livres pra fazer o que bem entenderem, inclusive, ficarem solteiras. Se tem menina que reclama de falta de namorado, mesmo agindo como eu comentei, aí é outro assunto. Aí é falta de maturidade, ou de sei lá o que!

    Pra mim, o príncipe e a princesa morreram há muito tempo, graças a Deus! Graças a Deus, porque mulher nenhuma tem que bancar a princesa bem comportada pra arrumar marido e homem nenhum deveria ser rico e fino como um príncipe de conto de fadas (o que é bem diferente de ter respeito pela mulher! Não estou defendendo os idiotas que vêem a mulher como objeto).

    Eu vi que você foi super atacada por todas nós neste post, ninguém tem que ofender ninguém, ainda mais que todos nós crescemos e fomos educados pra agir como agirmos, para ver o mundo como nós vemos, mas essa nossa sociedade precisa pensar diferente.

  8. Beatrice Werneck says:

    E se engana quem pensa da mesma maneira que você… “Mulher chora, imagina, sofre por bobagens.” Você diz como se fossem condições obrigatórias, pois te digo que não. A rainha mais conhecida do mundo – de uma das populações mais antigas (antes que o machismo estivesse sendo mascarado pelo nome de cavalheirismo) -, Cleópatra, foi uma grande cafajeste, como você diria. E acredite se quiser, aquilo era normal na época. Nas culturas indígenas, as mulheres tinham papéis muito importantes nas tribos, sendo que em alguns casos, elas chegavam a comandar guerreiros contra outras tribos. Além disso, a maioria – se não todas – das mulheres mais importantes da história tiveram atitudes contraditórias às que você citou.
    Passou muito tempo desde que essas ideias que você citou foram disseminadas pela população, e algumas coisas mudaram. Você como fotógrafa, deveria abrir um pouco mais a sua mente, pois é com as mudanças que há progresso e foi o progresso que formou a sociedade de hoje em dia. A sua sagrada câmera(imagino o amor que você tenha por ela, pois também tenho minhas paixões por câmeras e fotografias), derivou de algum desses progressos, e não fosse o poder das nossas antepassadas – que, creio eu, discordavam das palavras do seu texto – você talvez não tivesse a oportunidade de ter sua própria câmera e com toda certeza, não poderia trabalhar com ela.

  9. Ramon says:

    percepção de fotógrafa??
    você tá dando vergonha pra todos xs fotógrafxs.

  10. Gabriel says:

    Tá bom, mulheres não devem ser cafajestes. Ok. Pelo que li nos seus textos, você tem a típica visão arcaica (e eu diria até ingênua) da “mulher especial”, que uma mulher pra ter valor precisa ser apenas submissa. Mas então, uma mulher submissa precisa sempre de um homem cafajeste? Pelo que parece, sim. (Homem não pode ser bonzinho, do contrário a mulher domou ele e cafajeste é ela, né?) Mas deixa eu te perguntar uma coisa: Se uma mulher dessas, que apenas cruza as pernas e usa laços, apanha do marido, o que você diria? Que é culpa dela também?

  11. Erica says:

    Dá até preguiça de comentar mas “Moça você é machista!”. Quanto senso comum junto em único post… que dó!

  12. Alessandrine Ponto says:

    Então Vanessa Pinho, uma dica (numa boa), crie vergonha nessa sua cara, tire essa coleira de machismo, abuse no que quiser (cerveja,decote, não-decote, batom …) e então seja feliz sem esses padrões ridículos que você citou nesse texto (infeliz texto).

  13. Tanira says:

    Vamos parar de definir o que a mulher tem/deveria/pode ser?
    Obrigada.

  14. Rafaela says:

    Deixemos em paz as mulheres que querem se encher de maquiagem, ou aquelas que usam laço no cabelo. Deixemos em paz as mulheres de micro-saia e também aquelas que cruzam as pernas ao sentar. Simplesmente deixemos todas as mulheres em paz e vamos cuidar da nossa vidinha. Cada um tem o direito de ser do jeito que acha certo e como se sente bem. Não cabe a nós ficar apontando o dedo, escolhendo culpados para isso e para aquilo…

  15. Priscilla says:

    Sem comentários, nu………………..

  16. xuxa says:

    Que machista, vindo de uma mulher é uma decepção. Nós somos diferentes dos homens mas isso não quer dizer que não possamos fazer oque quiser com nossos corpos ou rostos. Cada mulher se veste do jeito que achar conveniente e bom para si própia, e isso não quer dizer necessiaramente que ela queira agarrar um homem exibindo seu físico, pode ser apenas por se sentir bem. Uma mulher sem maquiagem não é menos nem mais que uma mulher bem cuidada arrumada e maquiada. Se informe queridinha, vivemos no século XXI e você como fotografa deveria admirar as diferençãs de um século para o outro, principalmente das mulher que já sofreram tanto para conseguir chegar aonde vc chegou, e se não fosse essa imposição e esse esforço, aposto que vc estaria em casa sendo uma dona de casa e mãe sem poder prestar seus serviços ou trabalhr com oque gosta. Repense ;)

  17. Mirian Carla Barbosa says:

    Desnecessário né?

  18. Maria Cristina says:

    Você até que não escreve mãl, pena que interprete o mundo e o lugar de mulher – o seu lugar de mulher – de maneira tão quadrada, restrita e machista. Uma conversa alheia não dá base para ninguém simplesmente construir um padrão de relacionamentos modernos, esse é um casal, com seus problemas e seus motivos pra continuar juntos… mas falando em padrão, sim mudou e está mudando, ainda bem… tanto a mulher quanto o homem… tanto o padrão quanto a definição. Amém!

  19. Erika says:

    “mulher não muito bonita, mas que não serve pra feia e tem a bunda grande”
    “moço, de óculos de grau, camisa limpa, perfume bom e cheio de sonhos”

    Nossa, que legal, hein? Então você olha pra mulher e vê isso, mas só de ver o homem já sabe até que ele é cheio de sonhos? Olha…

    Eu espero realmente que você amadureça essa sua “percepção de fotógrafa”. Gênero não define comportamento, e se você acha que sim vou te contar um segredo: você é quem quer que sejam todos artistas, só que do seu circo. É você quem está criando papéis a serem assumidos por cada um.

    O mundo não é conto de fadas e não existem princesas nem príncipes, e ainda bem! Mulheres não precisam ser salvas e homens não procuram moscas mortas.

  20. Gabi says:

    Que preguçzzz de ser princesa e usar laço no cabelo,acho que vou logo ali tomar uma cervejinha!
    Bjax

  21. Nathália says:

    E o que você teria a dizer sobre “homens cafajestes”? Que é normal? Que é natural que homem “não preste” assim como é natural mulher “cruzar as pernas e usar laços”?
    Sinceramente, tenho muita pena de quem pensa assim. Muita pena mesmo. Como o cara disse ali “esse texto é um desserviço para as mulheres.” Ridículo

  22. Carolina says:

    zzzzzzzzz
    seja feliz sendo uma princesa de lacinho e pernas cruzadas e que ui, não fala em cerveja e mimimimi. boa sorte. só não julgue tão rasteiramente quem não é como você, minha filha. até porque ninguém é obrigado a ficar aturando moralismo digno de 1930.

  23. Rebecca says:

    Nossa, pensei que tivesse sido escrito por um homem, só depois percebi que era uma mulher.
    Bem misógino da sua parte em senhorita Vanessa?
    Pela sua colocação já é perceptível que você toma preferência pelo homem em vez da mulher no começo do texto.Triste pra você.

  24. Gustavo Rodrigues says:

    Que texto horrível, machista e carregado de preconceitos.
    Fico mais triste por ver que foi escrito por uma mulher
    As mulheres não nasceram só “pra usar laço no cabelo, cruzar as pernas” nasceram pra também raspar o cabelo, abrir as pernas, fechar as pernas, andar, bater perna, usar capacete, gorro, boné, ou seja as mulheres assim como nós homens nasceram para ser quem quiser. Esse seu texto é um desserviço para as mulheres, para os homens, essa sua lógica Fátima Bernardes me da nojo. Boa sorte.

  25. Brenda says:

    “Mulher chora, imagina, sofre por bobagens. Nasceu pra usar laço no cabelo, cruzar as pernas.” Então eu devo ser de outra espécie.

  26. Marcelo says:

    Que belo texto machista!!!

Subir ↑