Descomplicadas em_junho_dentro

Publicado em junho 10th, 2011 | por Luisa Nucada

3

EM JUNHO

Junho é mesmo um mês simpático, junho é mês de coisa boa. Quentão, chocolate quente, cuca, pinhão. Em junho tem desculpa para se empanturrar.

Junho pensa em todo mundo, tem dia dos namorados para os comprometidos e linguição da automação para os solteiros. Junho é bom para o comércio, do sex shop ao vendedor de cocada. Em junho tem tainha para o pescador e lucro para as companhias telefônicas: a gente fica carente e faz interurbano pra mãe.

Junho é mesmo espertinho: doze é o dia dos pombinhos e treze é o dia de Santo Antônio, o casamenteiro. Se tudo der errado, tem-se um ano inteiro para rogar preces ao padroeiro das solitárias.

Junho é o mês seis, e seis é um número gente boa, redondinho. Seis é meia dúzia e é duas vezes três, e três são elas que nos tentam neste mês: luxúria, preguiça e gula. Uma divina trindade. Mas junho é um mês sagrado! Tem Corpus Christi e todos os santos abençoam o feriado.

Junho é mês de banho de sol com friozinho, de lagartear de olhos semicerrados, deixando os raios fazerem cócegas na nossa cara, sorrir involuntariamente. Junho faz florescer sentimentos primaveris em pleno inverno.

Junho é mês de tomar banho juntos, desenhar com o dedo no box do banheiro, esfregar a cabeça do outro e moldar biquínis com a espuma do xampu

Junho tem vocação para cupido, faz querer ficar juntinho, colar narizes gelados, respirar o quentinho da respiração do outro, brincar de casulinho de edredom, curtir uma preguicinha. Junho é mês de diminutivos. É tempo de dormir, acordar, comer, se comer e dormir de novo. Junho é mês de tomar banho juntos, desenhar com o dedo no box do banheiro, esfregar a cabeça do outro e moldar biquínis com a espuma do xampu. Junho é mês de óóóuns.

Junho é mês de pipoca com filminho e brigadeiro comunitário nas repúblicas. É tempo de união, de ficar perto encostando os ombros, igual vaquinhas no pasto espantando o frio. Junho é mês de fodas e fondues, de ocitocina e serotonina, de se aninhar.

Junho é hora de comprar laços de fita para amarrar as chiquinhas, desenhar pintinhas nas bochechas e comer maçã do amor. Junho é para ficar na expectativa do correio elegante, é mês de se aquecer, queimar as pestanas na fogueira, se defumar.

Junho é fofo, mês de onomatopeias e sons nasais, ronronares ao pé do ouvido, de ser fanho de propósito, ciciar. Junho é um mês pantufinha.

Em junho, é ainda melhor encostar no rosto o papel quentinho recém saído da máquina de xerox. Junho consegue deixar o cappuccino mais gostoso, em junho até miojo é saboroso.  Junho, seu lindo.

Tags: , , , , , , , , , ,


Sobre o Autor

Goiana, cruza de japonesa com baiano, estudante de jornalismo. Alimenta-se de histórias e escoa aqui e em www.anucadadisse.blogspot.com sua tagarelice mental.



3 Responses to EM JUNHO

  1. Carolina Vayda says:

    E como toda solteira desleixada e despreocupada com o status afetivo:

    Junho é mês de se acabar nos docinhos das festas, encher a cara de quentão e fazer de tudo para não passar a noite toda na cadeia.

  2. Karen says:

    haihaiahiahaiahiahaiahiahaiua! adoroooooooo ;D

  3. Mariana Porto says:

    Nucada, sua linda! =*

Subir ↑