"Descomplicadas"

ACIDENTE

outubro 26th, 2012 | por Luisa Nucada

Ele grelhava feito hambúrguer sobre o asfalto. Lembrei dos primeiros socorros. Não mover a vítima é regra, mas também não dava pra deixá-lo cozinhando

A FILA ANDA

outubro 20th, 2012 | por Vanessa Pinho

Eu pisquei e uma rua inclinada surgiu no meio do meu trajeto. Na minha época de banco de carona ela era reta, mas agora que dirijo, ela inclinou

INFERNINHO A DOIS REAIS

outubro 15th, 2012 | por Maíla Diamante

No Boite Motel 90, em Fortaleza, renasce a ansiedade dos circos da infância. Desta vez, porém, a leoa do espetáculo tem nome: Jackie Joy

COISAS DO GÊNERO

outubro 9th, 2012 | por Milena Moraes

Não espanta o estranhamento das pessoas ao saberem de uma peça em clube adulto, mas a agressividade - principalmente vinda de mulheres

NOVA FOBIA

outubro 4th, 2012 | por Fabiana Deggerone

Os engarrafamentos não são o problema, é chegar ao destino. Começa aí a ansiedade, o suar frio, a agonia de procurar um lugar para estacionar

VÂMO PRA CHAPADA

setembro 29th, 2012 | por Luisa Nucada

Chapada dos Veadeiros faz você ficar maravilhado com as sutilezas da terra e a beleza que a cegueira cotidiana não deixa ver. É voltar a ser escoteiro, como aos 13 anos

DAMAS PRIMEIRO

setembro 24th, 2012 | por Vanessa Pinho

É comum ver o homem andando na frente, a mulher atrás. Já que não conseguimos entrar primeiro no elevador ou na fila do caixa eletrônico, estamos na frente de outra forma

SÃO VALENTIM DA TERCEIRA IDADE

setembro 18th, 2012 | por Maíla Diamante

Dona Maria, 79 anos, cheia de graça e libido. Do sertão cearense, trouxe consigo ainda moça o sotaque e o calor. "Lá os homens são mais chegadinhos, visse?"

POR QUE VOCÊ QUER SABER?

setembro 14th, 2012 | por Fabiana Deggerone

Gravidez é normal, acontece o tempo todo com um monte de mulheres. Faz parte da vida e cada um encara da sua maneira. Mas têm maneiras ruidosas demais

COM VELUDO E SEM MALÍCIA

setembro 9th, 2012 | por Revista Naipe

Foi um escambo de solidões, trocamos carências, intercambiamos vazios. Vi que mulher ama sem medo, mergulha de ponta, se entrega bem mais


Subir ↑