Na rua Foto: Divulgação/Biblioteca Prof. Osni Régis

Publicado em fevereiro 11th, 2014 | por Revista Naipe

0

IH, CHOVEU

Quem mora em Floripa sabe que o tempo aqui é imprevisível. A magia da Ilha é tanta que, quando chove, a água parece vir de todas as direções. Preparamos um roteiro para que as possíveis gotas não encharquem seus planos.

Uma boa saída é o Boliche da Ilha (Rod. SC 401, 5487, Trevo do Cacupé; 3206 6221; bolichedailha.com.br; ter/dom, 18h/0h). Os entusiastas do esporte podem aproveitar as modernas pistas e os drinks do bar. O strike fica por conta das pizzas, caprichosamente feitas em forno à lenha.

Se você é mais do tipo jogos de tabuleiro, dê uma espiada no Floripa On Play (floripaonplay.com; facebook.com/floripaonplay). Se prefere velocidade, extravase sua fúria automobilística no Podium Kart (Rod. SC-401, 3500, próximo ao Floripa Shopping; 3304 1870; ter/sex, 15h/22h; sáb/dom, 14h/22h).

A Fundação Cultural Badesc (R. Visconde de Ouro Preto, 216, Centro; 3224 8846; fundacaoculturalbadesc.com) é uma boa opção para quem se encarna em filmes alternativos: sessões de segunda a sexta, sempre às 19h e com entrada gratuita. Com tempo (está chovendo, é claro que você tem tempo), confira as exposições do projeto Arte e Público e o charmoso café dos fundos.

Ainda pelo Centro, aproveite e conheça a Biblioteca Prof. Osni Régis (Av. Mauro Ramos, 1344, Centro; 3223 4833; seg/sex, 14h/18h). São 15 mil livros, de bordas já amareladas, que pertenceram ao político, professor e apaixonado por leitura que dá nome ao local. O acervo é rico em volumes de direito, política e clássicos da literatura.

Instrua-se ainda mais visitando lugares que guardam um pouco da história catarinense, como o Museu Victor Meirelles (R. Victor Meirelles, 59, Centro; 3222 0692; museuvictormeirelles.gov.br; ter/sex, 13h/18h). Instalado no lar onde o artista nasceu, o espaço tem obras autorais e também de arte moderna e contemporânea.

O Museu do Homem do Sambaqui (R. Esteves Junior, 711, Centro; 3251 1516; museudohomemdosambaqui.com.br; seg/sex, 13h30/17h30) proporciona uma viagem de 4 mil anos no tempo, com peças que retratam a vida e os costumes do homem do sambaqui. Também vale visitar o Museu Histórico de Santa Catarina, no Palácio Cruz e Sousa (Praça XV de Novembro, 227, Centro; 3028 8091; fcc.sc.gov.br/mhsc; ter/sex, 10h/18h; sáb/dom, 10h/16h). Importante exemplar da arquitetura do final do século 19, mescla estilos como neoclássico e barroco.

  • Este conteúdo é do Guia Naipe Verão 2014, que pode ser lido na íntegra aqui.

[Foto: Divulgação/Biblioteca Prof. Osni Régis]

Tags: , , , , , , ,


Sobre o Autor



Os comentários foram encerrados.

Subir ↑