No Mundo playlist1

Publicado em maio 21st, 2013 | por Camille Bousez

0

DE RAUL AOS LELEKS

“Na Ilha com Camille” é uma série de posts que mostra expectativas e realidades de uma belga que faz estágio na Naipe e aprende português em Florianópolis. Leia os textos anteriores aqui

Preparamos dez playlists com clássicos nacionais bons e ruins para Camille ouvir e avaliar. Leia as observações da belga enquanto escuta: Na Ilha com Camille – Playlist 1

Antes de falar das primeiras canções que meus colegas prepararam (com amor e empolgação), preciso explicar meus gostos musicais, para que vocês tenham um ponto de comparação.

Eu sou uma ouvinte “passiva”, que significa que eu não procuro canções. Eu ligo a rádio, escuto e geralmente não sou difícil, gosto de muitas coisas. Na Bélgica, escuto música comercial/internacional, rock, folk e canção francesa.

Sobre a música brasileira, eu tenho um pouco de vergonha de dizer que antes de minhas aulas do português, só conhecia Michel Teló e Gusttavo Lima (que fizeram sucesso na Bélgica). Então eu começo do zero. Já me desculpem se eu digo bobagens, e isso é só meu aviso.

Raul Seixas – Metamorfose ambulante: A música é agradável, mas as letras se repetem muito… No francês é uma coisa rara. (6,5/10)

Cássia Eller – Malandragem: Escutei esta canção três ou quatro vezes, e não sei o que dizer dela. Ela não me fala, mas não é desagradável e deve ser uma boa canção para dançar um “slow” com uma mulher que você gosta, mas nada mais. (6/10)

Zezé di Camargo e Luciano – É o amor: Parece um troço dos anos 1970, como Frank Michael ou Mike Brant. É bem doce, demais talvez, muito suave. Fala sobre o amor, fala às mulheres… um pouco como as novelas, né? (6,5/10)

Novos Baianos – A menina dança: Já ouvi essa música algumas vezes na Casa de Noca. Eu gosto da voz da cantora. O ritmo e a instrumentação são legais, ela dá vontade de dançar (haha!). E… é uma especialidade brasileira repetir o mesmo texto várias vezes? (7/10)

Amado Batista – Secretária: Não gostei! As letras são… Não nem sei dizer. É todo tempo o mesmo texto. (4/10)

Legião Urbana – Eduardo e Mônica: Uma pequena melodia de country, muito simpática para as orelhas, a gente balança para os lados no ritmo. A letra é mais interessante que nas outras canções. Eu gosto! Também porque é mais próximo do que eu escuto na Bélgica. (7,5/10)

Mc Federado e os Leleks – Passinho do volante: Na primeira escuta, a gente entende diretamente que não é grande literatura. Eu li as letras, assisti ao vídeo, e de fato não é. É engraçado porque tivemos o mesmo estilo de canção (com um passinho especial) no ano passado na Bélgica e funcionou muito bem (o vídeo está disponível aqui). Apesar disso, não ouvimos funk, mas estou certa que poderia dar certo na Bélgica porque as pessoas gostam deste estilo de musica que dá vontade de dançar. (5/10)

Alcione – Meu ébano: Mais o menos. Parece um cruzeiro para os velhos. (5/10)

Vinny – Heloisa, mexe a cadeira: Me pergunto realmente se vocês gostam deste tipo de música. Me faz quase rir. Não acho que vou escutar isso todos dias…é muito único – mas não no bom sentido. O cara tem uma voz de “beauf”, como dizemos em francês. (5/10)

Gal Costa – Modinha para Gabriela: É uma boa música, mas não meu estilo. De novo, para mim, é muito estranho de repetir várias vezes o mesmo texto. (6/10)

Skrotes – Mared Marofa: OMG, cansativo! Uma combinação bizarra. Tenho a impressão de que eles tomaram muitos tipos diferente de música e colocaram juntos. Não gosto da primeira parte que é como uma música de videogame. Na segunda é ok, e no fim fica um pouco psicodélico. Realmente não gosto. (4/10)

Fagner – Borbulhas de amor: Como Zézé, uma pequena simpática canção de amor, um ritmo calmo e estimulante também. Acho bom escutar isso na minha rede, com um suco de manga e um bom livro. Sou um pouco fofa, né?! (7/10)

Cordel do fogo encantado – O palhaço do circo sem futuro: Eu adoro. Dá ensejo de chacoalhar seu “booty”, impossível de ficar sentado. Porém a letra… mais o menos. (7,5/10)

Aqui está: a primeira lista das canções está terminada. Foi muito agradável descobrir sua música, espero a continuidade com impaciência! E vocês sabem o que?! Consigo entender diretamente algumas letras (dança da vitória!).

Tags: ,


Sobre o Autor



Os comentários foram encerrados.

Subir ↑