No Mundo comidinhas

Publicado em junho 19th, 2013 | por Camille Bousez

0

EU GOSTO DE FEIJOADA TAMBÉM!

“Na Ilha com Camille” é uma série de posts que mostra expectativas e realidades de uma belga que faz estágio na Naipe e aprende português em Florianópolis. Leia os textos anteriores aqui

Não sei se vocês entendem que a comida é uma coisa muito muito muito importante na minha vida… Agora vocês sabem.

Antes de vir ao Brasil, fiquei preocupada porque não sabia o que iria comer. Uma vez, fui na China durante dez dias: a comida lá é repugnante, um horror! E foi só durante dez dias. Imaginem aqui durante três meses… Felizmente, há muitas coisas deliciosas!

A primeira comida brasileira que provei foram os pães de queijo que nossa professora fez, com guaraná. Me tranquilizou um pouco: se não gostasse nada, poderia comer isso durante três meses. Quando eu cheguei aqui, todas as minhas apreensões desapareceram: os supermercados têm muitas coisas, como na Bélgica, ou ainda mais!

A primeira comida brasileira que provei foi pão de queijo com guaraná. Se não gostasse de mais nada, poderia comer isso durante três meses

Se nós temos muitos queijos e frios diferentes (aconselho vocês a provarem queijo de cabra fresco, é perfeito!), vocês têm bem mais frutas e doces: cocada, os brigadeiros, as maracujás, os caquis…

O que mais adoro são os snacks que podemos comprar nas lanchonetes e nos terminais do ônibus: coxinha, doguinho, croissant, pastel, etc. E tudo com molho de pimenta… Mmmh! Isso custa nada, é sempre gostoso mas não faz bem para meu regime.

Sobre os restaurantes, seus buffets a quilo são perfeitos. Não entendo porque não há isso em todo lugar na Bélgica. É tão pratico: diversidade, saúde, barato, sem desperdício! Porém, a gente provou buffets livres e foi ruim: a comida não estava fresca, era seca e sem sabor. Talvez provamos os maus restaurantes. Há também muitos restaurantes para comer sushis, iria todos os dias, com um toque ao coração para o Black Sheep e seus sushis com coco e manga.

Uma pequena crítica, porém: vocês põem demais sal e demais açúcar em tudo. Dá sede cada vez.

Tags: , , ,


Sobre o Autor



Os comentários foram encerrados.

Subir ↑