Pirão

Publicado em setembro 29th, 2014 | por Roberta Ávila

0

PARA VIVER UMA BOA VIDA

Como viver a vida?

Essa é a mais importante das questões, provavelmente, e muitas vezes a deixamos de lado por tanto tempo que quando a gente percebe está vivendo a vida segundo as regras de outras pessoas, do mundo, da empresa, sabe-se lá de quem. Um tempo atrás encontrei na internet, em espanhol, essas regras de um filósofo chamado Gurdjieff, que teria elaborado essa lista como um guia para sua filha. A lista tem 82 itens muito interessantes. Falam sobre honra, gentileza, discrição, compaixão e até disciplina e fé. Todos pontos essenciais para se refletir na vida. A tradução é minha, então desculpem possíveis erros. A leitura vale a pena nem que seja para discordar ou complementar. Você vive a vida segundo quais princípios? É de propósito ou é hábito?

1. Fixe sua atenção em você mesmo. Seja consciente a cada instante do que você pensa, sente, deseja e faz.

2. Termine sempre o que começou.

3. O que fizer, faça o melhor possível.

4. Não se prenda a nada que te destrua com o tempo.

5. Seja generoso e discreto.

6. Trate todas as pessoas como se fossem parentes próximos.

7. Arrume o que desarrumar.

8. Aprenda a receber, agradeça por todas as dádivas.

9. Pare de se autodefinir.

10. Não minta nem roube; se o fizer, estará mentindo e roubando a si mesmo.

11. Ajude ao próximo sem fazer com que ele se torne dependente.

12. Não deseje ser imitado.

13. Faça planos de trabalho e os cumpra.

14. Não ocupe espaço demais.

15. Não faça ruídos nem gestos desnecessários.

16. Se não tem, imite a fé.

17. Não se deixe impressionar por personalidades fortes.

18. Não se aproprie de nada nem de ninguém.

19. Reparta igualmente.

20. Não seduza.

21. Coma e durma somente o estritamente necessário.

22. Não fale de seus problemas pessoais.

23. Não emita juízos ou críticas quando desconhecer a maior parte dos fatos.

24. Não faça amizades inúteis.

25. Não siga modas.

26. Não se venda.

27. Respeite os acordos que fizer.

28. Seja pontual.

29. Não inveje os bens ou êxitos do próximo.

30. Fale apenas o necessário.

31. Não pense nos benefícios que suas ações lhe trarão.

32. Nunca ameace.

33. Cumpra suas promessas.

34. Admita que alguém lhe supere.

35. Não jogue fora, transforme.

36. Em uma discussão, se coloque no lugar do outro.

37. Vença seus medos: cada um deles é um desejo camuflado.

38. Ajude o próximo a se ajudar.

39. Vença suas antipatias e se cerque de pessoas que você queria rejeitar.

40. Não faça nada para que falem de você, seja bem ou mal.

41. Transforme seu orgulho em dignidade.

42. Transforme sua raiva em criatividade.

43. Transforme sua avareza em respeito pela beleza.

44. Transforme seu ódio em caridade.

45. Transforme sua inveja em admiração pelos valores dos outros.

46. Não se abale nem se insulte.

47. Trate o que não te pertence como se pertencesse.

48. Não se queixe.

49. Desenvolva sua imaginação.

50. Não dê ordens apenas pelo prazer de ser obedecido.

51. Pague pelos serviços que lhe são prestados.

52. Não faça propaganda de seus feitos ou ideias.

53. Não tente despertar nos outros emoções como piedade, admiração, simpatia ou cumplicidade com relação a você.

54. Não queira se distinguir pela sua aparência.

55. Nunca contradiga, apenas cale.

56. Não faça dívidas. Compre e pague à vista.

57. Se ofender alguém, peça perdão.

58. Se a ofensa foi feita em público, peça perdão em público.

59. Se você se der conta de que disse algo errado, não insista no que disse por orgulho; desista.

60. Não defenda suas ideias antigas apenas porque você as declarou.

61. Não tenha objetos inúteis.

62. Não enriqueça com ideias alheias.

63. Não tire fotografias com famosos.

64. Não dê satisfação a ninguém, seja seu próprio juiz.

65. Nunca se defina por aquilo que você possui.

66. Nunca fale de si sem se conceder a possibilidade de mudar.

67. Aceite que nada é seu.

68. Quando lhe perguntarem sua opinião sobre algo ou alguém, diga apenas as qualidades.

69. Quando ficar doente, ao invés de odiar esse mal, considere-o seu mestre.

70. Não olhe dissimuladamente, olhe fixamente.

71. Não esqueça seus mortos, mas dê a eles um espaço limitado para que não invadam toda sua vida.

72. Onde você morar, tenha sempre um espaço reservado para o sagrado.

73. Quando realizar uma tarefa, não ressalte seus esforços.

74. Se decidir trabalhar para os outros, faça-o com prazer.

75. Se está em dúvida entre fazer e não fazer, dê-se uma chance e faça.

76. Não queira ser tudo para seu companheiro, admita que ele busque em outros o que você não pode lhe dar.

77. Quando alguém tiver a palavra, não o contradiga e roube a audiência.

78. Viva do dinheiro que você ganhar.

79. Não ostente suas conquistas amorosas.

80. Não se vanglorie de seus defeitos.

81. Nunca visite alguém apenas para passar o tempo.

82. Obtenha para repartir.

[Imagem: cena do filme ‘A vida é bela’, 1997 ]


Sobre o Autor

Jornalista. Viciada em seriados e cinema, acredita que a vida está nos detalhes e que Cazuza escreveu Exagerado para ela. Não decidiu ainda se o amor a gente inventa, mas com certeza é uma metamorfose ambulante.



Os comentários foram encerrados.

Subir ↑