Pirão 5891472cff450d33a46c083683af0510

Publicado em outubro 3rd, 2012 | por Stefano Maccarini

0

VELHOS

“A câmera nunca mente”, diz um velho bordão popular. Considerando-a como simples meio físico de captar imagens, a frase não é falsa. O problema reside no operator, o fotógrafo, quando tenta expressar algo através de uma série de imagens. Às claras com o leitor, posso prosseguir aos não-fatos, ou quase-fatos, enfim, algo que o valha.

O que mais me interessa em uma cidade são seus habitantes. A maneira como eles se juntam à arquitetura é algo que busco registrar quando saio por aí esfregando uma máquina fotográfica na cara de estranhos. À medida que comecei a realizar essas saídas com mais frequência, geralmente no horário em que a maioria das pessoas está trabalhando, notei uma maior incidência de (como pede o politicamente correto) pessoas de idade avançada. Todas parecidas, ao meu olhar, sempre em idas e vindas com objetivos do tipo comprar pão às 3h da tarde ou cigarro às 11h da manhã. O que mudava era apenas a localização geográfica e algumas sutilezas que podem determinar em que local a foto foi tirada. Nada de errado com isso de não ter muito o que fazer, apenas acho que por onde andei todos os idosos se parecem.

Talvez o que realmente me fez fotografar essas pessoas tenha sido a crua possibilidade do registro do ser/estar, e meu fascínio seja causado pela incompreensão da minha própria mortalidade. Como pode essa gente estar tão mais perto da morte que eu e andar assim, sem preocupação? Que informação tenho de que ainda vivem? Não compreendo e não tenho nenhuma resposta, por coincidência eu estava lá e elas também.

Tags: , , ,


Sobre o Autor

Fotógrafo wanabe, estudante de engenharia, baterista sem ritmo, acha que morar fora do Brasil é bom mas é uma merda, e morar no brasil é uma merda mas é bom.



Os comentários foram encerrados.

Subir ↑