Sem categoria tit_casas

Publicado em março 11th, 2011 | por Revista Naipe

0

RESTAURANTES


1007 BOITE CHIK
: No prédio de um antigo bordel, o inferninho mais pop da ilha em 2010 fez questão de manter a atmosfera anterior: paredes negras, bar com neon rosa e até um pole dance. O pop-rock às vezes mais óbvio, às vezes mais arrojado atrai de patricinhas curiosas a indies de blazer. O trash vem sendo outra aposta da casa. Leia aqui matéria sobre o 1007. Al. Adolfo Konder 1007, Centro; 48 3024 4667; sex. e sáb; site

BLUES VELVET
: Alternativo, GLS, apertado e divertido. Tem karaokê, DJs obscuros e Zuleika, transformista e patrono do lugar. A Heineken 600 ml por R$ 6,50 é um achado. R. Pedro Ivo, 147, Centro, 48 3225 4111; de ter. a sáb; site

CÉLULA CULTURALLugar ideal para curtir um clima indie-sem-frescuras e conhecer mais da cena musical da ilha. Com nova administração, tem formado extensas filas indies nas sextas e sábados. Est. João Paulo, 75, Monte Verde, 48 3207 7819; site.

CONCORDE CLUB: GLS, atrai quem curte noites high tech ao som de house, electro e tribal house. Numa pegada Miami Beach, tem duas pistas giratórias, quatro bares, luzes frenéticas e empolgados sem camisa. Uma vez por mês há a Perversion Party, para mulheres. Av. Rio Branco, 729, Centro; 48 3222 1981; sex., sáb. e vésperas de feriado; site

CONFRARIA CLUB
: Reformulado em 2010, mudou a iluminação e o mobiliário, reforçando a aura classuda e pretensiosa do antecessor Confraria das Artes. Ao redor da pista há dez camarotes que comportam, juntos, até 300 pessoas. Em outro ambiente, La Suite, até 40 almas podem dividir um espaço com cama, sofás e banheira. Leia aqui matéria do revistanaipe.com sobre o Confraria. R. João Pacheco da Costa, 31, Lagoa da Conceição; 48 3232 2298; site. 

DJUNN MUSIC PLACE: Acompanhando o ecletismo dos tempos, ao longo da semana ataca de hip hop, house, sertanejo, pop/rock e pagode. De quarta a domingo, mulheres entram de graça até às 0h. Atente para as promoções de garrafas de vodca. Final da Rua 4500,Barra Sul; 3361 1516, de ter. a dom; site

EL DIVINO LOUNGE
:
Umas das casas mais hypadas da cidade, de terça a domingo tem violão acústico, sertanejo universitário, hip hop, house, pop, pagode, nessa ordem. Às quartas e domingos o público é mais festeiro, às quintas mais yo, às terças, sextas e sábados, mais low profile. Leia aqui matéria sobre o El Divino. R. Almirante Lamego, 1147, Centro; 48 3225 1266; ter. a dom; site


ENJOY CLUB:
 Pequeno e elitizado, existe há dois anos e comporta até 600 pessoas. Da mesma rede que a Green Valley, traz elogiados nomes da eletrônica mundial mas deixa os nomes mais arrasta-multidões para a nave mãe.Av. Atlântica, 5200, Barra Sul; 47 3360 8097; site

FLORIPA MUSIC HALL: Recebe pelo menos uma atração nacional ou internacional por mês. Nas sextas e sábados em que não há grandes shows, a programação se reveza entre eletrônico, pagode, pop e sertanejo universitário. Tem espaçoso estacionamento próprio. R. Henrique Valgas, 113, Centro; 48 3222 8416; sex. e sáb; site.

GREEN VALLEY: Em quatro anos, tornou-se um epicentro de eletrônica, a ponto de ter ficado, recentemente, em terceiro lugar no top 100 de clubes da revista inglesa DJ Mag. Ao som de DJs mainstream mundiais, comporta até 8 mil pessoas em um amplo vale iluminado. Depois das 23h, a fila de carros rumo à casa é medonha. Chegue antes. Leia aqui matéria sobre a Green Valley. R. Marmoré, 1083, Rio Pequeno, Camboriú; 47 3360 8097; site. 

JIVAGO LOUNGE: Com discotecagem cosmopolita, descarta o rótulo GLS e se denomina “open minded” – jaquetas de couro, lenços, esmaltes coloridos, camisões largados e mulheres bonitas se apertam na pequena e divertida pista. Às quartas há DJs da cena house; às quintas, pop; às sextas, tribal house; aos sábados, a festa Convida! recebe diferentes projetos. No cardápio há 18 tipos de vodca. R. Deputado Leobaldo Leal, 04, Centro; 48 3028 0788; qua. a sáb; site

JONH BULL
: Às sextas, nomes nacionais se revezam com boas bandas covers locais para aquela necessária dose de rock clássico. A casa já foi eleita “Melhor da cidade música ao vivo” e “O melhor ponto de paquera” pela Veja Santa Catarina. O som é mais sincero que o dos bares em volta, e em 2010 vieram Vanguart e grandes rtistas de jazz gringos. O público, na maioria 25-40 anos, se belisca bastante noite afora. Leia aqui matéria sobre show no John Bull. Av. das Rendeiras, 1045, Lagoa da Conceição; 48 3232 8535; site.

PACHA FLORIPA: Filial da famosa casa eletrônica que começou em Ibiza e acumula mais de 20 filiais pelo mundo, é a principal referência da ilha na recepção de grandes DJs mundiais. Leia aqui matéria sobre a Pacha, e procure no índice da seção Na night diversas coberturas na casa. Rod. Maurício Sirotsky Sobrinho, Km 1,5, Jurerê; 48 3282 2054; site.

POSH
:
 Pacha mais elitizada, recebe famosos, bem de vida e curiosos (especialmente curiosas) que conseguem convite. As festas nem são muito divulgadas. Rod. Maurício Sirotsky Sobrinho, Km 1,5, Jurerê; 48 3282 2533; site.


STAGE MUSIC PARK
: Espaço que abriga a Pacha e a Posh. Quando o local anunciado da festa é o Stage, isso se traduz no uso do espaço aberto do complexo para receber público mais numeroso e variado – como nos festivais Summer Soul e Creamfields ou shows que vão de cantoras pop americanas a sorridentes pagodeiros nacionais. Park. Rod. Maurício Sirotsky Sobrinho, Km 1,5, Jurerê; 48 3282 1669; site.


VECCHIO GIORGIO: Mistura de lounge e galeria de arte onde tudo está à venda – móveis, objetos. A partir das 19h, a casa funciona como bistrô e oferece bruschettas, beirutes, sanduíches, saladas, grelhados. A partir das 22h30, o local vira balada e fervilha ao som de DJs e bandas de pop, pop rock, samba-rock e funk. Av. Afonso Delambert Neto, 103, Lagoa da Conceição; 48 3232 0600; de qui. a sáb., a partir das 19h; site.

WARUNG: Templo dos amantes da eletrônica, recebe até 2500 pessoas e DJs consagrados. A partir da varanda do mezanino avista-se a linda Praia Brava, em frente. A revista especializada inglesa DJ Mag já considerou o clube “parada obrigatória”, e no seu ranking de 2010, o elegeu o 20º melhor do planeta. Av. José Medeiros Vieira, 350; Praia Brava, Itajaí; 47 3348 7643; site.

WOODS: 
Silicone e má intenção. São as primeiras coisas percebidas na fila da Woods, reduto de sertanejo e gente com um savoir faire bagunceiro invejável. É comum haver mais mulheres que homens. Quem sabe dançar e cantarolar o hit country do último sábado se dá bem. Quem não sabe também. A casa começou no Paraná e já tem quatro unidades pelo país. Av. Atlântica, 4450, Centro; 47 3367 7739; qua., sex. e sáb.; até meados de janeiro, todos os dias; site.


Sobre o Autor



Os comentários foram encerrados.

Subir ↑